Nova Chevrolet Montana 2017: O Que Podemos Esperar de Novo do Modelo?

A Chevrolet Montana é uma picape desenvolvida inicialmente para ser um carro da categoria utilitário, porém com seu design arrojado, tem concorrência direta com grandes nomes como a Volkswagen Saveiro e o Fiat Strada.

Com várias reestilizações que mudaram sempre seu estilo, a Montana já teve a parte frontal baseada no modelo Corsa, e atualmente, está baseada no Agile, permanecendo, assim com as novas mudanças 2017. Acompanhe o texto para saber sobre as mudanças esperadas.

Nova Chevrolet Montana 2017: O Que Mudou?

Com mínimas mudanças visuais, o modelo promete conquistar os motoristas pelo motor que segundo “reza a lenda”, é o mais econômico da categoria.

Com a etiqueta “Eco” adicionada em sua traseira, o motor 1.4 continua com a potência de 99 cavalos e 13 mkgf, porém vem acompanhado de novos conjuntos de bielas e pistões, além de:

  • Sistema de arrefecimento com ventilador com menor atrito pelo uso do óleo OW20, que tem menor viscosidade;
  • Alternador de alto rendimento;
  • Novos rolamentos;
  • Os famosos pneus “verdes”;
  • Peças aerodinâmicas debaixo do assoalho;
  • Freios com baixo arrasto;
  • Capota marítima para redução da resistência ao vento do carro;
  • Indicador para troca de marchas no painel.

    nova-montana-2017

    Vermelho Pull Me Over é a cor gratuita de fábrica.

Todas essas pequenas mudanças interferem diretamente na economia do carro, que ficou com nota A na classificação do Inmetro. A melhoria na eficiência energética foi de 13,2%, sendo que os números de teste foram:

  • Gasolina: 13,4 km/l na estrada e 11,7 km/l na cidade;
  • Etanol: 9,2 km/l na estrada e 7,9 km/l na cidade.

Antes o carro fazia de 0 a 100 em 11,4 segundos, com as alterações, houve a redução de um segundo. O modelo também ganhou algumas adaptações mecânicas dos irmãos Cobalt, Spin, Prisma e Onix.

No quesito visual, as pequenas mudanças se dão pelo pequeno adesivo do Eco e a disponibilidade de duas novas cores na hora da compra: Vermelho Pull Me Over e o Preto Ouro Negro.

adeisvo-de-eco-da-montana-e-novidade

Novidade no quesito economia é um dos pontos fortes da Montana 2017.

Modelos Disponíveis

São duas versões disponibilizadas no mercado: a LS e a Sport, veja abaixo a diferença entre os modelos.

Nova Chevrolet Montana LS

Com o valor inicial médio de R$ 45.790, o modelo de entrada vem disponível nas seguintes cores:

  • Branco Summit (Sólida);
  • Prata Switchblade (Metálica);
  • Cinza Graphite (Metálica);
  • Vermelho Pull Me Over (Sólida) – Novidade!
  • Preto Ouro Negro (Metálica) – Novidade!

    montana-preto-ouro-negro-e-novidade-1

    Preto Ouro Negro é a nova opção na categoria metálicos.

O novo vermelho é a cor sem custo adicional, todas as outras possuem algum valor adicional que pode variar de R$ 300 até R$ 2 mil.

Esse modelo também conta com os seguintes itens de série:

  • Airbag Duplo;
  • Sistema de freios com ABS e sistema de distribuição de frenagem (EBD);
  • Barras de proteção nas portas;
  • Lanternas com lentes escurecidas;
  • Protetor de caçamba com capota marítima;
  • Direção Hidráulica;
  • Roda de aço com 15” e calotas integrais;
  • Indicador de troca de marchas.

    traseira-montana-2017

    Modelo Sport é o mais completo das versões.

Além de outros itens básicos, é possível adicionar o ar condicionado por mais R$ 3.100 em média.

Outros itens que podem ser incluídos nessa versão no pacote final opcional são:

  • Abertura da tampa do combustível com acionamento conjunto com as travas das portas;
  • Chave tipo canivete dobrável;
  • Espelhos retrovisores externos elétricos;
  • Computador de Bordo;
  • Acionamento de trava das portas direto na chave;
  • Vidros elétricos com apenas um toque;
  • Sistema anti esmagamento nos vidros.
    interior-da-nova-chevrolet-montana

O modelo Montana LS está disponível somente com o motor 1.4, manual, 5 marchas e flex, com todos os itens adicionados, essa versão completa pode custar em média R$ 55 mil, o que já nos leva até o modelo mais completo abaixo, que tem o mesmo valor inicial e alguns itens pequenos que fazem diferença, acompanhe.

Nova Chevrolet Montana Sport

O modelo mais completo das versões disponíveis é o Sport, que inicia com o valor inicial de R$ 55 mil, igualando-se ao modelo completo do básico LS – uma boa opção para quem quer ter outros itens além dos adicionais da versão já citada anteriormente.

A motorização é a mesma: motor 1.4, flex, manual com cinco marchas, assim como as cores disponíveis.

Os itens de série são todos os que podem ser incluídos na versão mais em conta, contando apenas com algumas diferenças simples, que são:

  • Alça dianteira no teto;
  • Alarme anti-furto ultra-sônico;
  • Destravamento automático das portas em caso de acidente;
  • Faróis de neblina;
  • Lanterna de neblina;
  • Rack de teto;
  • Roda de alumínio aro 16”;
  • Controlador de velocidade de cruzeiro;
  • Luzes individuais de leitura para motorista e passageiro;
  • Rádio AM/FM stereo (RDS), CD/MP3/WMA player, Bluetooth, entrada auxiliar, leitor USB.
    nova-chevrolet-montana-2017-sport

Essas são algumas das exclusividades desse modelo em cima do anterior, o que são boas novidades para quem quer ingressar em um modelo mais completo sem ter que gastar absurdos.

Considerações Finais

O modelo vem com a novidade que promete bater seus concorrentes diretos – Volkswagen Saveiro e Fiat Strada -, que é a economia do motor, além da capacidade de suportar até 758 quilos em sua caçamba.

Algumas críticas se dão devido ao engate da marcha, onde falta capricho: a sensação é de que não foi engatado corretamente. Para motoristas muitos altos, é preciso testar bem antes para verificar o conforto das pernas, que parece estar comprometido pelo sistema de som ao lado direito do assento.

nova-chevrolet-montana-2017-ls

O que enfraquece a decisão de compra pelos seus potenciais compradores é o fator de que está disponível somente em cabine estendida, enquanto as concorrentes dão a opção da simples e dupla. Outro ponto a se pensar duas vezes é a única opção de motor oferecida – 1.4 manual -, enquanto outros modelos apresentam opções de 1.6 ou 1.8 com câmbio automático.

O preço está bem alinhado com o da concorrência, onde os modelos Saveiro e Strada também começam na faixa inicial de R$ 45 mil, o que pode interferir diretamente no quesito escolha, ainda mais levando em conta que Volkswagen e Fiat não são nomes fáceis de se menosprezar. Porém onde a Chevrolet perde, também consegue destaque, seu modelo completo pode chegar até R$ 57 mil em média, enquanto concorrentes tem a faixa final de até R$ 70 mil, uma grande diferença no quesito monetário.